Eu odeio cada pedacinho da minha vida, quero destruir cada pedacinho que existe dentro de mim. Cada dia eu só penso em uma maneira eficaz de acabar com tudo isso. Eu odeio cada dia mais a minha existência, e condeno a minha vida. Eu não quero mais continuar, eu não tenho motivo, eu não tenho por quem fazer isso. E eu não quero mais fazer isso por mim mesma. Porque afinal, quem sou eu? Não sou nada, essa a verdade. Não tem porque um pedaço de nada continuar vagando por aí em meio de tantas incertezas. Deus me deu a vida e acho justo somente ele tirá-la de mim. Não tenho coragem embora muita vontade, de eu mesma fazer isso.. Me mato aos poucos, de maneiras diferentes, me mato aos montes, com meus pensamentos. E cada dia fica mais difícil de dormir, de existir, de resistir, cada dia só se torna pior.. Por favor Deus, que hoje quando eu dormir, te suplico que seja pra sempre, é meu único e maior desejo. Me ouça, pelo menos essa vez. Tira o que você me deu. Por favor, tira

Tem como você entender que eu gosto de você, mas sem eu ter que falar?

Cara, me tira de cima do muro, eu desencano ou me jogo de cabeça?

(Fonte: tequilazinha)